quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Era um passarinho que queria voar

Era um passarinho
Queria voar
E lá no seu ninho
Estava a pensar
Tinha tanto medo
Que olhando para o chão
Batia ligeiro
O seu coração
E Sol gritou tens de voar
É o teu destino toca a saltar
E o passarinho esvoaçou
Caiu no chão e não chorou
Mas de repente, sem hesitar
Olhou o Sol pôs-se a voar.
Estava no mundo, tinha de ser,
Perdeu o medo e foi viver.

Recordo-me que este poema estava num dos meus livros da escola primária e nunca mais o esqueci, vá-se lá saber porquê... Trás-me uma mensagem de força e perseverança que convém ter sempre presente.
Hoje, apeteceu-me partilhá-lo e mostrar a almofada em forma de passarinho que fiz para a C..
Para encomendas ou informações, por favor, contactem-nos para carminhoesimao@gmail.com.



Sem comentários:

Enviar um comentário